18 3742-2963

NOTA DE ESCLARECIMENTO FEIRARTE CLIQUE E VEJA

Esclarecimento

11 de Maio de 2017

FEIRARTE TRANSTORNOS AO COMÉRCIO LOCAL

Na manhã de hoje, a ACEIS foi mobilizada para tomar providências quanto as instalações de uma feira (FEIRARTE) na Praça dos Paiaguás, a qual certamente irá causar transtornos ao comércio local, pois além de ser realizada em data inoportuna, pois é público que a data comemorativa ao “Dia das Mães” é o segundo evento mais importante para impulsionar as vendas, o nosso comércio estará prejudicado por uma feira de comercialização notadamente informal.

Acompanhados de um lojista representante do comércio dirigimo-nos ao local, provocando-se uma reunião com representantes da Prefeitura e representantes dos artesãos, na tentativa mais feliz de se equacionar o problema. Após discussões acaloradas e sem consenso de interesse de todas as partes envolvidas, ficou decidido o que se segue:

1º. A Prefeitura não irá proibir a realização da feira, porém todos os participantes deverão pagar as taxas estipuladas pelo Código Tributário Municipal nos dias de sua realização;

2º. A ACEIS tomará as providências de solicitação de diligências dos órgãos fiscalizadores (fiscal, sanitário, segurança, proteção e saúde), buscando o nosso resguardo de direito da efetividade de regularização por parte dos participantes desta feira.

Informamos também que, em data de 10.05.2016 oficiamos ao então chefe do executivo, as nossas manifestações de indignação e insatisfação com a realização da FEIRARTE em data inoportuna, e a resposta obtida foi de que, a partir de então, as realizações desta modalidade de evento deveria ter o conhecimento da ACEIS, fato por ora desprezado pela atual administração pública.

Ao setor de Comércio & Serviços e a toda a comunidade de Ilha Solteira, manifestamos o desejo de perfeito entendimento no sentido de que, este evento e outros tantos mais, vistos sob aspecto diferente e obtendo-se uma visão positiva na contribuição da diminuição do desemprego e com o desenvolvimento econômico de Ilha Solteira, não sejam realizados em datas importantes para o Comércio & Serviços de nossa cidade, pois são altamente prejudiciais à geração de renda e a criação e manutenção de emprego para a população ilhense.

Assim neste sentido e sob nosso olhar, a gestão pública municipal deve dar prestígio aos talentos de Ilha Solteira, evitando-se, contudo, a geração de despesas públicas e outros aspectos negativos como a falta de arrecadação de impostos, incentivo à pirataria e a evasão de rendas do município, uma vez que observamos “in loco” que quase a totalidade dos expositores são residentes externos sem quaisquer ligações com nossa cidade.

A ACEIS considera relevante que as pessoas de nossa comunidade que buscam o trabalho e não a marginalidade, devem ser melhores acolhidas pela sociedade, por escolherem uma forma honesta para sobreviver e manter suas famílias, porém é totalmente contrária à comercialização clandestina por “invasores informais” que não pagam impostos, não são submetidos à fiscalização pública, não geram emprego, levam a renda do município e, em muitos casos, causam transtornos pois são custeados pelos gastos públicos do município na saúde, na segurança e no aparato público de recursos humanos e materiais para a realização desses eventos que travam negativamente o fluxo econômico constante em Ilha Solteira.

 

Osmar Martins de Oliveira

Presidente – Gestão 2017/2019


<< Voltar


Acesso restritoConsultas

Código:

Senha:


Esqueci minha senha

Clique para ver a última edição

Informativo ACEIS Abril 2015





18 3742-2963

Rua Rio Tapajós, 185
Centro - Ilha Solteira/SP
CEP: 15385-000

Acompanhe a ACEIS

Ouvidoria ACEIS